entenda a previsão de demanda

Como a previsão de demanda afeta um empreendimento?

A tomada de decisões é parte essencial do dia a dia de uma empresa. É preciso decidir quanto se deve gastar, o que deve ser comprado, quem deve ser contratado, entre outras tantas escolhas, que sempre estão cercadas de incertezas. Por isso, gestores realizam análises e estudos para mitigar os riscos envolvidos ― e um dos principais é a previsão de demanda.

Essa análise proporciona uma visão mais precisa e embasada sobre a demanda futura do mercado. Assim, a empresa consegue tomar decisões mais acertadas em relação a seu planejamento estratégico, operacional e financeiro.

Neste artigo, você vai saber o que é a previsão de demanda e como ela pode afetar positivamente a sua empresa. Entenda agora:

 

O que é a previsão de demanda?

A previsão de demanda ― também chamada de projeção ou estimativa de demanda ― é uma análise essencial para a organização e o planejamento empresarial. Trata-se de um estudo sobre o mercado em que a empresa atua para entender a demanda futura pelos seus produtos.

Para isso, não pense que as empresas se baseiam na intuição, em “achismos” ou em um simples exercício de futurologia. Para que as informações sejam confiáveis e valiosas, a análise considera os resultados anteriores do negócio (quando há), pesquisas sobre o mercado e as tendências do macro e do microambiente em que a empresa está inserida.

Com isso, as empresas têm um prognóstico apurado sobre o que vai acontecer, em determinado espaço de tempo, com as vendas dos seus produtos e serviços.

 

Organize as finanças da sua empresa com um Contador Especialista!

Como a previsão de demanda afeta a sua empresa?

Você já ouviu falar em empresas “data driven”? Esse é um conceito que vem ganhando força, especialmente em um mundo cheio de incertezas, mas tão potencializado pela tecnologia.

Essa expressão se refere à orientação por dados. Ou seja, em empresas data driven, a tomada de decisões é baseada em dados para reduzir os riscos inerentes ao mercado. E isso é possibilitado pela tecnologia, que proporciona uma quantidade incontável de informações.

Voltando à previsão de demanda, podemos entender que essa análise é uma das principais práticas das empresas data driven. Elas não querem basear suas decisões em hipóteses: já que há tantos dados, elas priorizam utilizá-los para analisar as tendências e prever os comportamentos do mercado.

Então, com a projeção de demanda, é possível reduzir os riscos das decisões que são tomadas em diversas áreas da empresa:

Gestão de estoque

Ao saber quantos produtos sua empresa tende a vender em um período de tempo, é possível identificar o que você precisa para manter o estoque em dia, mas sem excessos. Caso contrário, poderia se deparar com produtos encalhados e desperdícios a todo o momento.

Viabilidade de novos mercados

 

utilizando a previsão de demanda
A previsão de demanda pode ser uma ferramenta certeira para definir o sucesso na expansão ou entrada em novos mercados

Empresas que estão estudando a entrada em novos mercados podem fazer uma análise de previsão de demanda. Será que há demanda pelo produto? Há interesse ou necessidade dos clientes? E tende a crescer, diminuir ou se manter estável nos próximos meses/anos?

Dessa forma, elas entendem a viabilidade de dar esse passo com competitividade e lucratividade, sem “dar um tiro no escuro” e pôr em risco as finanças do negócio.

Planejamento da produção

A estimativa de demanda é essencial para o planejamento da área produtiva da empresa. É possível tomar melhores decisões em relação a esses fatores, por exemplo:

  • Orçamento da produção;
  • Necessidade de mão de obra;
  • Quantidade e orçamento de matéria-prima;

Tanto a subprodução quanto a superprodução podem trazer prejuízos para o negócio. Assim, a empresa dimensiona corretamente a produção para que não faltem ou sobrem produtos.

Gestão financeira

A previsão de demanda também é essencial para a gestão das finanças de uma empresa. Imagine, por exemplo, que a análise identifique a tendência de um pico de demanda nos próximos meses e depois, uma queda.

Assim, ela precisa estar preparada financeiramente para comprar produtos e matérias-primas em quantidade adequada para esse período, além de considerar a contratação de mão de obra adicional, por exemplo.

Depois, no período de queda da demanda, também é preciso se preparar para manter as obrigações financeiras em dia. Talvez seja preciso, por exemplo, aumentar os investimentos em marketing ou criar promoções para movimentar as vendas.

É importante lembrar, também, que uma previsão não oferece 100% de certeza. Embora o estudo deva ser aprofundado, as variáveis consideradas na análise são instáveis e, na maioria das vezes, independem da vontade da empresa.

Por isso, é preciso acompanhar de perto e com frequência as mudanças e tendências do mercado para ter a visão mais aproximada possível da realidade. Dessa forma, a previsão de demanda permite reduzir os riscos na tomada de decisões e atender com eficiência o que o mercado está pedindo.

Agora, se você está buscando formas de organizar o seu negócio, leia também o nosso artigo sobre a demonstração de fluxo de caixa ― outra prática essencial para alcançar o sucesso na sua empresa.