[Novo eSocial: confira as principais mudanças

Novo eSocial: confira as principais mudanças

O eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) é uma das plataformas online mais importantes que os gestores precisam estar atentos em seu dia a dia. Isso porque ele é uma iniciativa do Governo Federal que tem por objetivo unificar as obrigações das empresas como envio de dados dos colaboradores, comunicação de acidentes de trabalho, entre outros pontos.

Em 2022 a plataforma passou por mais uma mudança e os profissionais de RH e outras áreas correlatas que utilizam o eSocial precisam estar em alerta, pois houve muitas alterações na plataforma que podem alterar suas rotinas de trabalho. 

Em razão disso, preparamos esse artigo exclusivo para te informar sobre as principais mudanças encontradas no novo eSocial. Confira a seguir!

A importância do eSocial

A criação do eSocial veio justamente para conseguir integrar uma série de entregas de obrigações da área trabalhista e contábil. Assim, a ideia é trazer maior praticidade para o dia a dia e reduzir a necessidade de comunicar as mesmas informações em plataformas diferentes. Com isso, há processos mais eficientes para os setores de Recursos Humanos  e Contábil.

Algumas das informações que devem ser comunicadas por meio do eSocial são:

  • registro de admissões e demissões;
  • registro de folha de pagamento;
  • formalizar mudanças de horário de trabalho dos colaboradores (por exemplo, quando um funcionário passa do horário diurno para o noturno);
  • comunicação de aviso prévio;
  • registro de reajustes salariais;
  • recolhimento das contribuições patronais e previdenciárias;
  • realização da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF);
  • Comunicação de Acidentes de Trabalho (CAT).

A ideia do novo eSocial é, justamente, simplificar. Por isso, temos a predominância de processos mais flexíveis e modernização das ações. O eSocial novo está disponível para os mais diferentes regimes tributários, entre eles:

Mudanças do novo eSocial

Mas afinal, o que o novo eSocial traz de transformação para as rotinas de RH, medicina do trabalho, contabilidade e outras áreas? Separamos as principais informações a seguir, mas já adiantamos! As novidades são boas para o seu negócio.

Layout novo

A ideia do novo eSocial é simplificar o sistema como um todo. E isso passa, em primeiro lugar, por um novo layout. Agora não é preciso mais inserir uma série de informações que vinham de outros bancos de dados oficiais. 

Com isso, você tem uma plataforma mais intuitiva, atrativa e que permitirá a realização das atividades no dia a dia com maior segurança e minimização de erros que podem acontecer no uso do sistema.

Outro ponto relacionado, também, é que teremos uma versão de aplicativo mobile, que pode auxiliar os profissionais que estão trabalhando de forma remota, potencializando a mobilidade dos responsáveis pelo preenchimento, trazendo maior comodidade para o dia a dia.

Flexibilização das regras

Mas não é apenas no layout que temos uma maior simplificação, sabia? Pois é, a nova era do eSocial permite facilitar etapas do processo de envio de informações. Por exemplo, temos mudanças nas regras de fechamento da folha de pagamento, que influencia algo que faz parte da sua rotina mensal.

Redução no número de eventos

Outro ponto importante do novo eSocial é ter, também, uma redução no número de eventos que obrigatoriamente devem ser comunicados para o Governo Federal. 

A ideia, assim, é reduzir burocracias que existiam anteriormente e, também, evitar duplicidade de informações que circulam em mais de um evento. Ou seja, praticidade para o seu negócio.

Facilitação na prestação de informações

Ainda com o objetivo de reduzir as burocracias obrigatórias, o novo eSocial simplificado também proporciona uma maior facilidade na prestação de informações que são destinadas para cumprimento de obrigações fiscais.

Informações redundantes, por exemplo, são minimizadas. É o caso, por exemplo, do FAP (Fator Acidentário de Prevenção) e RAT (Risco Ambiental do Trabalho). Como as informações aqui já estão em outras bases de dados, não é preciso registrá-las novamente. Isso só deve ser informado quando há algum tipo de alteração importante ou, então, quando há uma demanda judicial para este fim.

Simplificação de determinadas declarações

De modo geral, todos os processos que puderam ser simplificados foram otimizados no novo eSocial. Por exemplo, para identificação do colaborador, você não precisa mais acrescentar o CPF e o NIS: apenas com o primeiro documento é possível acessar os dados dele. Também há facilidade para declaração de remunerações e pagamentos no dia a dia.

Outras informações também deixam de ser obrigatórias, como outros documentos (CTPS, RG, entre outros) e dados de localização do nascimento do colaborador.

As atualizações do novo eSocial já estão disponíveis!

Gostou dessas novidades? O novo eSocial tem uma série de questões importantes que vão ajudar você a ter rotinas mais simplificadas no preenchimento das informações que devem ser passadas para os órgãos governamentais. Ou seja, a ideia é, justamente, trazer maior comodidade para os responsáveis por essas funções na empresa.

Ele é a única versão disponível desde 23 de maio de 2022. Por isso, se você ainda não se adaptou às mudanças, calma! Com o tempo, verá que isso vai tornar sua rotina ainda melhor.

A nova versão do eSocial já está no ar. E, portanto, fique atento para o cronograma para este ano e evite sanções por atraso. Esperamos que este artigo tenha ajudado você nesta trajetória.

Para otimizar ainda mais as funções no seu setor de RH e, assim, conseguir melhores resultados, conte com uma empresa de contabilidade para ajudá-lo e ter mais tempo dedicado para o seu negócio. A Contabilivre ajuda na sua rotina fiscal, com atendimento personalizado e cuidados realizados por profissionais experientes e competentes.

Com isso, você consegue realizar suas atividades sem maiores contratempos, sem riscos de sofrer com sanções por problemas contábeis ao longo do tempo. Por isso, conte conosco para ajudar seu negócio a crescer com segurança. Gostou de saber mais sobre o eSocial? Então acompanhe, em nossas redes sociais, outras dicas importantes para o sucesso do seu negócio na área contábil. Siga nosso perfil no Facebook, Instagram e nosso canal no YouTube.

o que é DMS

O que é DMS? Entenda mais sobre a declaração mensal de serviço

A gestão de negócios é um processo extremamente desafiador e que demanda atenção em muitos aspectos. Um deles é a ocorrência de declarações, que devem ser feitas com uma certa periodicidade a fim de garantir a idoneidade e a organização do seu empreendimento.

Um bom exemplo é a DMS, sigla para Declaração Mensal de Serviços. Esse documento tem como objetivo organizar e facilitar a administração dos recursos de captação de valores a partir da prestação de serviços dos municípios e deve ser preenchido por muitas pessoas em todo o Brasil.

Será que você faz parte desse time? Como fazer essa declaração? Quais são os seus objetivos? O que é DMS? A seguir, responderemos essas e outras perguntas, além de fornecer algumas dicas importantíssimas para ajudá-lo nesse processo. Boa leitura!

O que é DMS?

Imagine organizar os valores oriundos da prestação de serviços de milhares de contribuintes. Essa é, sem dúvidas, uma tarefa e tanto.

Por isso, com o objetivo de padronizar a obtenção dessas informações, foi criada a DMS, uma declaração que sintetiza as informações financeiras de empresas e notas fiscais de prestadores de serviços de vários municípios brasileiros.

Sendo assim, em resumo, a DMS é uma forma dos prestadores enviarem as informações sobre o Imposto Sobre Serviços (ISS) para as prefeituras. Ressaltamos que não são todas as prefeituras que exigem a obrigatoriedade de envio desta declaração, por isso, orientamos que verifique a de sua cidade.

Por que ela foi criada?

O objetivo da criação da DMS foi a substituição do Livro de Registro de Serviços Prestados. Nesse caso, o foco é otimizar o processo, tornando-o não apenas mais simples, mas também mais prático para todos os envolvidos.

Para quem é destinada?

A DMS é destinada a todas as pessoas que são contribuintes ou realizam atividades como prestadores de serviço e que emitem notas fiscais. Portanto, a sua aplicação é bem ampla e é fundamental que gestores de todos os segmentos compreendam melhor esse processo.

O que fazer em caso de erros na declaração?

Errar é humano! Por isso, não se desespere. Caso algum erro tenha sido cometido durante a sua declaração, será possível corrigi-lo. Basta fazer uma nova emissão!

A retificação só não será possível caso o procedimento fiscal tenha começado ou a empresa esteja inscrita na Dívida Ativa, com pagamentos pendentes.

Quais são os tipos de DMS?

De modo geral, há duas formas de Declaração Mensal de Serviços. Falaremos mais sobre cada um deles a seguir!

Normal

Como o nome já indica, essa declaração corresponde àquela que é feita normalmente, a cada mês.

Retificadora

Nesse caso, a DMS corresponde às correções feitas pelo contribuinte em caso de erro na primeira declaração.

Quem precisa apresentar a declaração?

A DMS deve ser preenchida por todos os contribuintes do Imposto Sobre Serviços (ISS), exceto os que se enquadrarem no regime MEI (Microempreendedor Individual), nas Sociedades Uniprofissionais (SUP) e também por profissionais autônomos.

Lembrando que a declaração mensal também deve ser feita pelos contribuintes que não tiveram qualquer movimentação no mês vigente. Esse é um documento obrigatório em todos os casos!

Quais são os benefícios dessa declaração?

A implementação da DMS trouxe uma série de benefícios, tanto para os contribuintes, quanto para os órgãos que precisam fazer o levantamento fiscal dos municípios.

Alguns pontos que não podem deixar de ser considerados são:

  • a facilidade no processo, que deixou de exigir o preenchimento dos livros fiscais;
  • a economia, já que o processo é feito por meios digitais e exclui a necessidade de impressão e gastos com o armazenamento desses documentos físicos;
  • a melhoria nos processos administrativos, já que é muito fácil acessar e processar as informações;
  •  a maior segurança, com a redução de perda de dados e documentos;
  • a praticidade para o contribuinte, que não precisa se dirigir a nenhum local ou perder muito tempo para fazer a declaração.

Como fazer a DMS?

Agora, é hora de descobrirmos como fazer a declaração mensal! Esse é um processo que pode variar um pouco de acordo com o seu município. No entanto, algumas possibilidades para realizá-lo são:

  • uso de sistemas nos portais oficiais das prefeituras;
  •  uso de aplicativos, seja para smartphones ou para computadores;
  •  com o apoio de profissionais da contabilidade, que o ajudarão em todo o processo.

Para tirar todas as dúvidas, é importante entrar em contato com as autoridades da sua região. Eles poderão informá-lo não apenas sobre a emissão da declaração, mas também sobre pontos como o prazo de entrega, aplicação de multas (que são válidas quando a DMS não é entregue dentro do período estipulado) e outros detalhes que não podem ser negligenciados.

Como evitar qualquer tipo de problema com a DMS?

A DMS é apenas uma das declarações necessárias para as empresas ou prestadores de serviço. Sendo assim, é importante que você mantenha a organização, a fim de evitar o pagamento de multas e problemas jurídicos.

Para evitar a burocracia, que tal investir em um serviço especializado? Contar com o apoio de uma empresa de contabilidade pode resolver todos os seus problemas, fazendo com que você possa dedicar o seu tempo ao crescimento do negócio, sem se preocupar com declarações e impostos.

A Contabilivre oferece um serviço personalizado, com todo o suporte que você e a sua empresa precisam para ficar sempre em dia com as declarações.

Agora que você já sabe o que é DMS e como ela funciona, é fácil perceber toda a relevância de compreender esses processos. No entanto, lidar com esses aspectos nem sempre é tão fácil e, nesses momentos, é possível contar com uma assessoria contábil para que tudo flua com mais naturalidade nos seus negócios!

Gostou do conteúdo? Então, para não perder nenhuma outra novidade do blog da Contabilivre, faça a sua assinatura em nossa newsletter. É muito prático: basta preencher o seu e-mail no campo correspondente e receber, periodicamente, um resumo das novas publicações da página. Se mantenha bem informado sem qualquer esforço!