como calcular o custo de um funcionário

Como calcular o custo de um funcionário

Realizar a gestão de uma empresa não é nada fácil. Esse é um desafio apenas para os fortes, já que envolve muitos aspectos que não podem deixar de ser considerados quando o assunto é a construção de uma empresa de sucesso. Um deles é a importância de saber como calcular o custo de um funcionário.

O processo de contratação da equipe perfeita é iniciado bem antes da seleção dos funcionários. Ele começa na organização das finanças e na determinação dos custos envolvidos com a manutenção daquele profissional.

E então, que tal conhecer um pouco mais sobre a importância desse processo? Continue a leitura para descobrir quais são os principais gastos envolvidos com a contratação de um novo membro da equipe, além de conhecer também a importância desse passo no dia a dia da sua empresa!

Qual é a importância de saber os custos de um funcionário?

Assim como em qualquer área da nossa vida, a gestão financeira das empresas é algo imprescindível para a sua sobrevivência. Afinal, esse dinheiro será responsável por cobrir os gastos de manutenção do seu negócio e também por fazê-lo crescer, a partir de investimentos.

A contratação de um colaborador é sempre um investimento. Por isso, é fundamental que essa decisão seja tomada de maneira consciente, com a consideração do orçamento planejado.

Quanto custa um funcionário para uma empresa?

Sabemos que os colaboradores de uma empresa são fundamentais para a sua construção, participando no dia a dia dos negócios e doando o seu tempo e qualificação em busca dos resultados esperados e, claro, do reconhecimento do negócio e/ou marca.

Sendo assim, responder à pergunta do título é algo um pouco complicado. Afinal, estamos falando sobre um conceito subjetivo. Devemos, também, salientar que há uma grande diferença entre os termos “custo” e “valor”. O primeiro, normalmente, se refere à um gasto. O segundo nos fala sobre investimentos.

  • Algumas das características que fazem um colaborador ser um investimento para a empresa são:
  •  qualificação (cursos feitos por ele, experiência anterior, boas referências, entre outros);
  • exclusividade (o fato do profissional ser essencial para a realização daquele serviço);
  • competências (alguns profissionais são extremamente preparados, dominando soft e hard skills como ninguém).

Entre outros!

Por isso, é fundamental que os colaboradores sejam valorizados em suas remunerações, na oferta de benefícios e também no tratamento oferecido a cada um deles. Não se esqueça de que eles, assim como você, batalharam muito para chegar onde chegaram!

Como calcular o custo de um funcionário?

Quais são os valores atrelados à contratação de um profissional? Eles vão bem além da remuneração mensal! Continue a leitura e descubra quais são alguns dos principais.

Férias

As férias, oferecidas normalmente uma vez por ano, geram encargos de cerca de 11% para a empresa. Elas são um direito garantido aos trabalhadores de qualquer área, desde que atuem no regime CLT.

13º salário

Ainda falando sobre o CLT, o funcionário tem direito ao 13º salário, normalmente pago ao final de cada ano vigente. O valor pago é de uma remuneração extra. Os encargos, nesse caso, são de cerca de 8%.

FGTS

Com encargos de 8%, o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) é outro direito garantido aos trabalhadores do regime CLT.

Multa para rescisão

Além do FGTS, o empresário precisa arcar com multas de rescisão, caso o funcionário se desligue da empresa. Os cálculos para esses valores envolvem uma série de detalhes, já que é preciso levar em consideração o tempo de serviço, a remuneração e os outros direitos adquiridos pelo profissional.

Treinamentos

Uma das principais características das empresas de sucesso é a sua preocupação com a qualificação e atualização dos membros da sua equipe. Sendo assim, é de suma importância que o gestor invista em treinamentos frequentes, que também devem fazer parte dos cálculos de custo.

Benefícios ofertados

Além disso, é importante também levar em consideração o cálculo dos benefícios, como vale transporte, vale refeição, planos de saúde e muitos outros. Lembrando que a oferta desses serviços é uma importante ferramenta para a retenção de talentos, engajamento da equipe e, consequentemente, a redução dos custos com funcionários.

Folgas

As folgas são outro direito dos trabalhadores. No caso de funcionários que trabalham no dia de folga, há um cálculo específico de adicional além do valor que ele normalmente recebe por hora trabalhada.

Esses são apenas alguns exemplos de cálculos que devem ser feitos. Todos são bem complexos e com muitas variantes.

Como fazer a gestão de folha de pagamento tendo funcionários?

Com tantas informações, fica o questionamento: afinal, como fazer uma boa gestão da folha de pagamento? Essa é, novamente, uma pergunta que pode ter muitas respostas diferentes.

No entanto, a mais prática e realista de todas é: conte com ajuda especializada. Estamos falando sobre um processo muito complexo e que envolve o conhecimento sobre muitas áreas, algo que induz ao erro aqueles que não têm muita experiência no assunto.

E qual é o problema de errar nessas questões? A ineficiência do cálculo pode gerar sérios problemas para a empresa com a Justiça do Trabalho, além de prejudicar as finanças e o funcionamento dos processos internos do empreendimento.

Por isso, é sempre melhor prevenir do que remediar! Que tal contar com a ajuda na Contabilivre? Somos uma empresa altamente especializada no assunto, além de tratar da contabilidade de maneira digital, aliando a tecnologia à tradição nesses processos.

Alguns dos nossos diferenciais são:

  • atendimento personalizado e humanizado, com pessoas de verdade (não somos robôs!);
  • atendemos cidades de várias regiões do Brasil;
  • suporte completamente online;
  •  segurança e privacidade;
  •  redução dos custos da sua empresa com a contabilidade;
  • gama variada de serviços, todos com o objetivo de atendê-lo da melhor forma possível.

Como podemos observar, saber como calcular o custo de um funcionário é algo imprescindível para os negócios. Além de evitar problemas com a gestão, esse processo também otimiza a valorização do profissional. É, portanto, essencial para todos os que estão envolvidos na empresa!

Está pronto para levar essa teoria para a prática na sua empresa? Então, conheça melhor os serviços da Contabilivre e comece a trabalhar com a gente! Assim, a sua rotina será descomplicada e os resultados obtidos nos seus negócios se tornarão muito mais satisfatórios.

no lado esquerdo há uma mesa com pessoas escrevendo em folhas e calculando valores utilizando gráficos, do lado direito há um espaço em azul escrito: O que é orçamento empresarial e qual sua importância?

O que é orçamento empresarial e qual sua importância?

Para manter a saúde financeira de um negócio e também mantê-lo competitivo no mercado, é necessário realizar planejamento, estratégia e controle (ou ajuste) de resultados. Esses são os pilares de um orçamento empresarial – uma ferramenta que busca a projeção financeira do negócio.

Para te orientar sobre o que é o orçamento empresarial, qual sua importância, funções e até os modelos que existem, preparamos este artigo exclusivo. Confira! 

O que é orçamento empresarial? 

Orçamento empresarial é uma ferramenta fundamental do planejamento da empresa, o qual representa a projeção financeira do negócio. Esse planejamento tem como objetivo manter o negócio saudável e competitivo, estabelecendo metas e objetivos orçamentários

A projeção refere-se ao ato de estimar valores importantes do negócio como: 

  • ganhos;
  • despesas;
  • e investimentos;

O orçamento empresarial tem como função analisar com profundidade as condições financeiras da empresa e, assim, estabelecer metas. E, geralmente, estas são estimadas entre 1 a 3 anos, dependendo do segmento de atuação do negócio.

Em outras palavras, o orçamento empresarial é entendido como sendo o plano de negócio da empresa transcrito em números. 

Qual a importância de um orçamento empresarial? 

mesa de madeira com duas pessoas sentadas, em cima da mesa há folhas de gráficos e planejamento, notebook, as pessoas estão realizando um orçamento empresarial
Entenda sobre a importância do orçamento empresarial

Planejar e executar um orçamento empresarial é importante para manter a empresa saudável, relevante e competitiva no mercado. Até porque, segundo um estudo do Sebrae, a ausência de planejamento prévio é um dos principais fatores que ocasionam o fechamento de negócios no Brasil. 

Além disso, com a estimativa de valores, o orçamento empresarial é essencial para que o empresário consiga ter projeções da empresa e tome ações assertivas diante de cenários inesperados. 

Assim, com um modelo de orçamento empresarial, é bem provável que a empresa fique mais preparada para os cenários do mercado e, também, para atingir metas e objetivos. 

Como montar um orçamento empresarial? 

Para montar um orçamento empresarial é preciso seguir alguns passos para conseguir uma visão geral do seu negócio. A partir disso, o empresário consegue visualizar pontos-chaves que indicaram qual o modelo de orçamento empresarial que mais faz sentido para a empresa. 

Passo 1: diagnóstico 

Ao montar um orçamento empresarial é preciso, primeiro, realizar um diagnóstico geral da empresa. Isso porque, para ter uma boa previsão do futuro, é necessário analisar o histórico dos anos anteriores e conhecer bem a situação presente.

Segue algumas informações importantes de serem estudadas para montar o orçamento empresarial: 

  • Média mensal de receita dos anos anteriores;
  • média mensal das despesas fixas e variáveis;
  • sazonalidade das vendas;
  • média de margem de lucro e lucro real;
  • entre outros.

Com essa análise, fica visível as limitações e oportunidades da empresa. 

Passo 2: objetivos e metas 

Após realizar o diagnóstico da empresa e visualizar os dados, começa a segunda etapa: definir os objetivos e as metas que a empresa pretende alcançar. 

Porém, esses devem ser realistas e precisam ser planejados de acordo com os recursos disponíveis. É importante ressaltar que as metas são um fator de suma importância para o sucesso do negócio.

Por fim, são os dados de análise da etapa anterior que auxiliam nesta etapa. 

Passo 3: ferramentas 

Após realizar o diagnóstico, definir objetivos e metas realistas, é o momento de escolher uma boa ferramenta de gestão. Há diversas ferramentas que podem auxiliar. Segue, abaixo, algumas das principais ferramentas de gestão financeira: 

Explorar planilhas de orçamento também é uma alternativa. Inclusive, algumas empresas utilizam softwares para otimizar o processo de coleta dos dados, a organização e a análise de dados.


Quais as funções de um orçamento empresarial? 

Em uma empresa, o orçamento empresarial é, basicamente, o planejamento financeiro organizado para analisar e avaliar a receita, as despesas e os investimentos em um determinado período.

A partir disto, a função do orçamento é traçar metas e objetivos orçamentários que possam ser acompanhados e comparados, visando um maior rendimento do negócio. 

E, caso o planejado não esteja acontecendo, é possível notar isto e definir uma nova rota para alcançar os objetivos e metas desejados. 

Podemos, então, definir que as funções de um orçamento empresarial são:

  • planejamento dos valores; 
  • execução da estratégia e 
  • controle dos resultados.

Mas não há apenas uma forma de colocar em prática um orçamento empresarial. Isso porque existem alguns modelos que são adotados de acordo com as necessidades, preferências e objetivos da empresa. 

Os 4 principais tipos de orçamento empresarial 

Existem variados tipos de orçamento no mercado, mas vamos nos atentar aos principais: o estático, o variável (ou flexível), o orçamento contínuo e orçamento ajustado ou revisado, também conhecido como Forecast.

Orçamento estático 

A principal característica do orçamento estático é que ele não é alterado, independentemente dos resultados da empresa. Sendo assim, todos os componentes do orçamento empresarial são baseados em números já pré-determinados.

Por exemplo, se o orçamento empresarial indica que a empresa gasta R$ 2.000,00 com publicidade ao mês, o valor não pode ser modificado mesmo que a empresa apresente mais caixa para investir. Por fim, a revisão desse orçamento é em períodos fixos que já são, também, pré-determinados. 

Orçamento variável/ flexível 

Por outro lado, o orçamento variável, também chamado de flexível, apresenta a possibilidade de margem de mudanças nas peças orçamentárias de acordo com o volume de produção ou vendas.  

Por exemplo, em um cenário em que acontece um aumento de vendas, é possível investir de forma proporcional em mais publicidade, caso isso também faça sentido com os objetivos e metas da empresa. 

Orçamento contínuo 

O orçamento contínuo, também conhecido como Rolling Forecast, é um modelo mais dinâmico. E uma das principais características desse orçamento é a sua revisão que é feita mensalmente.

Por exemplo, ao final de cada mês, os responsáveis pelo orçamento revisam o documento e adicionam mais um mês no período que está sendo orçado. Assim, um dos principais focos do orçamento é a constante atualização das informações. 

Orçamento ajustado ou revisado (Forecast) 

O orçamento ajustado, também chamado de Forecast (ou orçamento impactado), é caracterizado por suas revisões, assim como o orçamento contínuo. Porém, com esse modelo, o orçamento é projetado para cada mês. 

Com o orçamento impactado, a revisão é feita periodicamente (mensalmente, bimestralmente…). Então, acontece a comparação entre o orçamento do mês anterior com o que foi realizado. A partir disso, é realizado os ajustes, se necessários. 

Por exemplo, é estipulado que uma empresa irá investir, ao ano, R$ 12.000,00 (R$ 1.000,00 ao mês) com publicidade. Porém, ao revisar o orçamento, no final do mês de março, é constatado que foram gastos R$ 2.000,00 naquele mês.

Na revisão do orçamento, janeiro está constando R$ 1.000,00, fevereiro também, mas março está o dobro. Então, o estipulado para o restante do ano vai mudar.

Em vez de ser R$ 9.000,00, serão R$8.000. Portanto, serão gastos, aproximadamente, R$ 888 reais, ao mês, com publicidade. O Forecast é um modelo de orçamento empresarial que visa garantir, mesmo com mudanças não planejadas, metas delineadas.

Em resumo… 

O orçamento empresarial é uma ferramenta importante para o planejamento e previsões financeiras da empresa. É entendido, também, como o plano de negócios traduzido em números.

Por fim, os benefícios de um orçamento empresarial são diversos. Com um orçamento é possível prever meses lentos, para que a empresa possa apresentar com antecedência ações estratégicas, ou até mesmo identificar fundos para investimentos ou reinvestimento.

Nosso blog aborda diversos assuntos como contabilidade, empreendedorismo e tecnologia. Se você gostou desse conteúdo, continue nos acompanhando para mais informações sobre esses temas!